sábado, 31 de março de 2012

A Única Coisa Que Consegue Parar Deus


"Certa mulher que, havia doze anos, vinha sofrendo de uma hemorragia, veio por trás dele e lhe tocou na orla da veste, logo se lhe estancou a hemorragia. Mas Jesus disse: Quem me tocou? Como todos negassem, Pedro [com seus companheiros] disse: Mestre, as multidões te apertam e te oprimem [e dizes: Quem me tocou?]. Contudo, Jesus insistiu:

Alguém Me tocou, porque senti que de Mim saiu poder. Vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se trêmula e, prostrando-se diante dEle, declarou, à vista de todo o povo, a causa por que lhe havia tocado e como imediatamente fora curada. Então, lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz" (Lucas 8:43-48). 

O toque humano tem o poder de conter Deus.
Sim, de fazê-lO parar.
de detê-lO.
de fazê-lo consciente de seus problemas,
sua dor,
sua petição.

"Oh", diz você, "não é possível. Deus não Se importa comigo. Ele não se interessa pelo que acontece comigo, um indivíduo tão pequeno em meio à Sua enorme criação.
Quem sou eu, ou o que sou eu para que Deus repare em mim?"
Bem, está registrado.
Está escrito, preto no branco
que, detido pelo toque de uma mulher doente, Ele
Se virou

Aquele que conquistou a morte
Aquele que derrotou Satanás
Aquele a quem todas as legiões do inferno não conseguem deter
Aquele que é o Rei dos reis.
Ele se deteve, apenas por uma mulher doente,
e sem nome, que tocou a barra de Sua veste. - Peter Marshall. 

Prece ao Médico dos médicos

Ó mais bondoso dos Médicos,
Ajuda-me a entender que os sãos não se esforçaram para chegar a Ti.
Juntaram-se, formando multidões,
mas os que sofriam muito é que estenderam a mão para Te segurar...

Ajuda-me a compreender, Senhor Jesus,
que a fé da mulher que sofria de hemorragia foi forjada na bigorna do sofrimento,
durante doze longos anos.
Anos de decepções, de sonhos despedaçados.

Obrigado, Senhor Jesus, por olhares para todas as hemorragias de minha vida com olhos de miseric6rdia,
olhos que entendem, que enxergam toda a minha história.
Obrigado por Tua disposição para estancar meu sofrimento.
E obrigado porque posso depositar meus problemas a Teus pés
e seguir meu caminho em paz... - Ken Gire.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Há um Lugar Reservado Para Hitler no Céu?



Não faz muito tempo, ouvi um comentário intrigante, para não dizer teologicamente revolucionário. Deus teria um lugar reservado para Hitler no Céu. Qualquer um, em sã consciência, diria que uma afirmação semelhante é um grande absurdo, uma afronta à própria humanidade. Até certo ponto não posso discordar. Esse homem cometeu tantas atrocidades que, ao menos do ponto de vista humano, seria no mínimo extravagante a ideia de encontrá-lo no Céu.

Na classe da Escola Sabatina que frequento, meus colegas dizem que gosto de colocar sempre um pouquinho de pimenta no tempero das discussões. Parece que estou tentando fazer o mesmo com os leitores agora.

O que você responderia a alguém que fizesse uma afirmação dessa natureza?

Espere um pouco. Não seja tão rápido no gatilho! Pense bem, analise com calma todos os aspectos que envolvem a salvação de uma pessoa, a graça e a justiça de Deus...

Estou certo de que para um cristão sincero não seria fácil responder a essa pergunta.

É fácil explicar a razão. Primeiramente, nenhum de nós foi convidado por Deus para fazer parte do Seu júri, ao menos por enquanto. Não temos a atribuição de determinar quem será salvo e quem se perderá.

Mas alguém poderá justificar: há casos de iniquidade tão extrema que mesmo um ser humano com pouco conhecimento teológico não teria dificuldade em concluir que para determinados indivíduos a salvação seria impensável.

Vou logo avisando: cuidado para não interpretar incorretamente meus comentários. Não estou afirmando absolutamente que Hitler e outros tiranos semelhantes serão salvos. Também não tenho conhecimento suficiente para dizer que estão perdidos. Mas posso afirmar seguramente que algo foi feito em relação a ele: certamente Hitler foi convidado para ser salvo. O sacrifício de Cristo foi feito em favor de “todo o mundo” (João 3:17). Ele estava incluído nesse “todo”. Se ele teria aceitado o convite é outro capítulo. Não é possível saber. E se ele, antes de morrer tivesse feito o mesmo pedido que o ladrão na cruz? Quem pode ter certeza sobre isso?

Você pode perceber que essa questão de julgar as pessoas em relação a quem vai estar no Céu está completamente fora de nossa jurisdição?

Deixando Hitler de lado, que tal pensar num dos reis mais ímpios e tiranos que governou o antigo Israel? Trata-se de Manassés. A tradição diz que ele mandou serrar o profeta Isaías ao meio. Só em pensar nisso temos arrepios. Mas no finalzinho de sua vida ele se arrependeu e voltou-se para Deus. Imagine a surpresa de Isaías ao se encontrar com ele no Céu!

Pois bem, essa pimentinha que coloquei no tempero de nossa reflexão é apenas para que tenhamos muito cuidado em limitar a graça de Deus. Ela chega a ser “escandalosa”, nas palavras de alguns pregadores. Claro que Deus também é justiça e um dia Sua graça terá um ponto final.

Por isso não devemos jamais abusar de Sua maravilhosa graça continuando a recusá-la, achando que seremos salvos de qualquer jeito. O convite de Deus é estendido gratuitamente a todos, até para qualquer “Hitler” moderno. Aceitar, porém, o lugar que Deus tem reservado no Céu para nós faz parte de nosso livre arbítrio. É pegar ou largar!


texto de Wilson Almeida

quinta-feira, 29 de março de 2012

Diálogo entre Fidel e Papa foi intenso e cordial


O pai da revolução cubana, Fidel Castro, teve uma "conversa muito animada" nesta quarta-feira (28/03), em Havana, com o Papa Bento XVI, a quem fez algumas perguntas, entre elas sobre o sentido das mudanças litúrgicas nas missas, relatou o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi.

"Soube pelo próprio Papa como se desenvolveu o encontro. Segundo Bento XVI foi uma conversa muito animada, com muitas trocas de argumentos", disse o padre Lombardi aos jornalistas, sobre o encontro de 30 minutos entre os dois líderes, na sede da Nunciatura Apostólica. "O diálogo foi intenso e cordial", comentou.

"Fidel queria conhecer o pensamento do Papa sobre diversos temas", disse Lombardi, destacando que o "Comandante", ex-aluno dos jesuítas, leva "uma existência dedicada à reflexão sobre a cultura e o mundo de hoje".

"Ele (Castro) perguntou ao Papa, em primeiro lugar, sobre as mudanças litúrgicas na celebração da missa, ouvindo de Bento XVI as explicações sobre o sentido dessa renovação", segundo o padre Lombardi.

"Depois, Fidel Castro quis saber sobre o trabalho apostólico de um Papa, sua missão e tarefa. Ao final, indagou sobre as dificuldades vividas pela Igreja nos tempos de hoje". O Santo Padre mencionou a complexidade das religiões em responder aos "desafios" da modernidade.

"Disse também que as dificuldades enfrentadas pela humanidade são causadas pela ausência de Deus. E expôs seus temas de reflexão: as relações entre a fé e a razão, entre a liberdade e a responsabilidade", acrescentou o porta-voz.

Fidel Castro disse que acompanhou toda a vista pontifical a Cuba pela televisão. Os dois puseram em destaque suas idades avançadas (Castro tem 85 anos e o Papa, 84) e Bento XVI disse a Castro: "já estou velho, mas de qualquer forma, ainda posso cumprir com os meus deveres".

O encontro ocorreu perto do fim da visita de três dias do pontífice à ilha comunista. Durante a viagem, Bento XVI pediu mais liberdade e um maior papel para a Igreja Católica na sociedade cubana.

O Vaticano sabia há algum tempo do "grande desejo de Fidel Castro de se encontrar com o Papa", acrescentou o porta-voz.

Fonte: G1 Globo

quarta-feira, 28 de março de 2012

Dia do exame


Tudo posso nAquele que me fortalece. Filipenses 4:13


Não há muitas coisas que me amedrontam na vida, mas um dos meus maiores temores é prestar um exame final. Ironicamente, uma parte significativa do meu trabalho envolve aplicar exames e gosto imensamente dessa parte do meu trabalho! Mas quando o sapato é calçado no outro pé, quando sou eu quem deve escrever, a questão é totalmente diferente. Tremo de medo.

A esta altura, já descobrimos que o preparo adequado é o segredo para minimizar ou eliminar esse tipo de medo. Recentemente, enfrentei um exame final que eu passara anos temendo. Era a conclusão dos meus estudos de doutorado. Não havia como escapar – eu precisava enfrentá-lo. Durante os muitos meses que antecederam o exame de 15 horas, fui apoiada por membros do meu grupo de estudos cristãos, membros da família e amigos, e professores piedosos. Entretanto, apesar de todo esse apoio, eu precisava fazer minha parte e estudar com diligência, orar constantemente e aplicar-me. Fico satisfeita ao relatar que o processo funcionou, porque obtive sucesso. A Deus seja a glória!

Há outro exame que todos devemos prestar, e acontecerá em breve.

É muito mais importante do que a defesa do doutorado, e para eliminar o temor devemos preparar-nos adequadamente. Precisamos do apoio da família e dos amigos, mas devemos fielmente fazer nossa parte no preparo. Descobri que as palavras de um cântico de William Longstaff são perfeitamente instrutivas para ajudar-nos no preparo para esse grande dia do exame, o dia em que veremos face a face a Jesus, nosso Senhor, Salvador e Rei.

“Tempo de ser santo tu deves tomar; ter vida em teu Mestre, Seu livro estudar; ser junto a Seu povo luz sempre a brilhar, e aos necessitados ir para salvar. Tempo de ser puro tu deves achar; sempre a sós orando, com Cristo ficar; teus olhos bem fitos ter no Salvador; por tua conduta dar provas de amor. Tempo de ser útil tu deves guardar; mui calmo nas lutas, em Deus confiar; ter para os aflitos voz e atos de amor; sim, mais semelhante ser ao Salvador.”

Posso enfrentar esse exame sem temor, desde que coloque meu futuro nas mãos dAquele que me auxiliará no preparo. Faça a mesma coisa!

Jacqueline Hope HoShing-Clarke

terça-feira, 27 de março de 2012

Positivo, positivo, só positivo


Senhor, quero dar-Te graças de todo o coração e falar de todas as Tuas maravilhas. Em Ti quero alegrar-me e exultar, e cantar 
louvores ao Teu nome, ó Altíssimo. Salmo 9:1, 2, NVI

Quando as coisas dão errado, quantas entre nós pensam em coisas positivas? Vocês gritam de alegria? Cantam e louvam a Deus? Enchem-se de júbilo?

Para dizer a verdade, sei que, no meu caso, tenho dificuldade para fazer o que Deus nos pede que façamos. Contudo, um dos meus textos bíblicos favoritos é: “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito” (Romanos 8:28).

Tenho pedido que Deus me ajude a cantar de alegria, a bradar, a louvar Seu nome quando estou abatida. Isso nem sempre é fácil de fazer. Mas Deus tem senso de humor. Talvez seja pelo fato de eu ser professora da primeira série que Ele me deu um joguinho. É assim que funciona. Quando você diz ou pensa algo que é negativo, pare! Bem, quantos pensamentos negativos você teve? Um ou cinco? Para mim, às vezes é até mais. Quando isso acontece, devo pensar em todas as coisas positivas em minha vida: estou viva; tenho saúde; o dia está lindo; Deus me ama e prometeu me salvar. Mas a parte difícil é colocar o jogo em prática. Preciso pensar três vezes mais em bênçãos do que em coisas negativas da minha vida.

Também coleciono hinos que me ajudam a ser agradecida, alegre e positiva. Aqui está um deles: “Conta as bênçãos, conta quantas são, recebidas da divina mão; uma a uma, dize-as de uma vez; hás de ver, surpreso, quanto Deus já fez.”

Quando penso apenas em coisas que me preocupam – e há um bom número delas –, chego a ficar muito pessimista e estressada. Mas quando começo a contar minhas bênçãos e exercer minha vontade para ser feliz em Jesus, Ele me muda de dentro para fora, como já fez. Gosto desse jeito, muito mais do que de fora para dentro.

Então, quando você se sentir sozinha, triste, ou quando alguma coisa não for aquilo que Deus prometeu, por favor, tente fazer meu joguinho. Espero que ele abençoe você e sua família, hoje. Lembre-se, comigo, daquilo que Paulo diz: “Grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento” (1 Timóteo 6:6).

Louvado sejas, meu Deus e Criador!

Susen Mattison Molé

segunda-feira, 26 de março de 2012

Se fosse com meus filhos


Digo-lhes a verdade: O que vocês fizeram a algum dos Meus menores irmãos, a Mim o fizeram. Mateus 25:40, NVI

Num fim de tarde, voltando da radioterapia para casa, eu estava cansada, deprimida, faminta, solitária e sentindo frio. Então os vi. Três garotos se encontravam ao relento, perto da estação rodoviária. Pude ver que estavam cansados e desesperados. O mais velho veio correndo e me disse: “Madame, a senhora podia completar o dinheiro da nossa passagem com 50 centavos, para podermos voltar para casa?”

“Não!” respondi, enquanto me afastava. Mas, quando me sentei para esperar o ônibus, uma voz me disse: Podia acontecer com seus filhos ou netos. Simplesmente inclinei a cabeça, envergonhada, com um nó na garganta, e sussurrei: “Pai, por favor, perdoa-me.”

Rapidamente voltei para onde estavam os meninos e lhes dei uma libra, embora me restassem apenas duas libras. Eles pularam de alegria, depois saíram correndo e entraram em seu ônibus. Acenaram para mim, felizes.

Por que os rejeitei a princípio? Talvez por pensar em outros rapazes que usam o dinheiro da passagem para comprar balas ou cigarros. Mas o uso do dinheiro, fosse qual fosse, não era da minha conta. Afinal, não nos disse Jesus em Lucas 6:37 que não devemos julgar os outros? Ele disse, ao contrário, que devemos ajudar uns aos outros e aos necessitados.

Como poderia eu contar histórias para as crianças na Escola Sabatina, procurando aconselhá-las a se ajudarem umas às outras e aos estranhos, enquanto ignorava crianças carentes na rua? Suponhamos que eu não tivesse ajudado aqueles meninos. Quem, então, esperaria eu que os ajudasse, em meu lugar? Tenho orado para que Deus sustente meus filhos e os necessitados, todos os dias. Como ignorar algumas crianças que são realmente carentes?

No fim, fico contente por ter ajudado aqueles rapazinhos. Sei que o bom Senhor me perdoou a má atitude para com eles, já que também estão entre Suas joias preciosas. Sei que eles apreciaram minha ajuda naquela tardinha; espero que tenham aprendido uma boa lição com ela e façam o mesmo por alguém, algum dia.

Obrigada, Jesus, por Teu lembrete. Por favor, continua dando um tapinha no meu ombro quando cometo um equívoco, e ensina-me a amar e ajudar sempre os necessitados – especialmente Tuas joias preciosas.

Mabel Kwei

domingo, 25 de março de 2012

Necessidades supridas



O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as Suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus. Filipenses 4:19, NVI

Era uma tarde de março, com brisa balsâmica. Um perfeito prelúdio para a primavera! Diante de um programa incomumente agitado para aquele dia, eu havia coordenado as atividades de modo a usar meu tempo da maneira mais eficiente possível – ou assim pensava eu. Então, ao concluir meu último compromisso antes de voltar para casa, fiz uma surpreendente descoberta. Não conseguia encontrar minhas chaves. A mais diligente busca não as recuperou.

Fiquei em pé junto ao carro e examinei o fundo da minha bolsa. Não, as chaves não estavam ali. Tinha certeza de que não as havia trancado dentro do veículo. Olhei pela janela e não as vi, e assim voltei e entrei no banco, onde havia estado por último. As chaves não estavam lá. E agora, o que fazer?

Fiquei ali, parada, em rígida incredulidade. Como fui fazer uma coisa assim, num dia tão agitado? Mais uma vez olhei dentro da bolsa, esperando encontrá-las aninhadas em algum canto do fundo. Não, simplesmente não estavam ali.

Andando na direção do carro, querendo saber o que fazer a seguir, ouvi uma voz conhecida. Voltei-me e me deparei com um dos anciãos da minha igreja. Ele estava parado na fila, diante de uma máquina de autoatendimento, e “por acaso” ele me viu naquele instante. Expliquei que não conseguia encontrar a chave do carro. Terminada a transação, ele se curvou e espiou dentro do carro. Para meu espanto, descobriu o chaveiro pendurado na ignição. Do ângulo em que olhei a primeira vez, as chaves não eram visíveis. Ele se ofereceu para me levar a fim de buscar a cópia da chave. No caminho de volta, ele mencionou a promessa: “Deus suprirá cada necessidade.” Explicou que não havia tido a intenção de ir ao banco naquele dia. Depois, enquanto aguardava para usar a máquina eletrônica, virou-se justamente em tempo de me ver passar. Eu não o havia visto.

O Senhor sabia que eu havia feito cuidadosamente meus planos para usar o tempo com o máximo critério possível. E viu que, em minha humanidade, eu cometeria um erro. Como me sinto agradecida porque Ele prevê nossas necessidades e planeja, com antecedência, supri-las! Deus vê o pequeno pardal cair e Ele vê a você e a mim.

Ele cuida de nós de maneiras tangíveis; a Sua Palavra é verdadeira hoje, e o será amanhã e sempre. Amiga, Ele suprirá todas as suas necessidades.

Audre B. Taylor

sábado, 24 de março de 2012

Prateleiras vazias



E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim. Mateus 24:14

Entrei no estacionamento da biblioteca na região em que moro, pensando em como partilhar minha fé com outras pessoas. Sentia-me ansiosa por fazer algo a fim de que alguém aprendesse sobre Jesus ou aprendesse a conhecê-Lo melhor. Eu tinha deixado alguns livros Caminho a Cristo no carro, fazia um bom tempo, e pensei: “Esses livros estão simplesmente guardados dentro do carro. Preciso distribuí-los.” Então, levando-os comigo, encaminhei-me à biblioteca. Estava decidida a partilhar o amor de Cristo com alguém.

Aproximei-me da bibliotecária e perguntei se ela aceitaria alguns livros gratuitos para a biblioteca. Ela, então, apontou para uma mesa onde eu podia deixá-los. Orei para que os livros colocados ali fossem lidos e tocassem a vida das pessoas que os lessem. O Senhor sempre arranja maneiras diferentes de partilharmos as boas-novas da salvação com os outros.

Minha visita à biblioteca não se encerrara. Eu precisava de livros para ler com meus alunos e também de alguns DVDs para mim. Depois de escolher alguns livros e DVDs, fui à seção para adultos, rotulada como Religião e Música. Vi a placa Religião, mas as prateleiras estavam vazias. Continuei olhando, e percebi que todos os DVDs e vídeos tinham sumido. Fiquei desapontada, mas então me senti feliz quando entendi o significado das prateleiras vazias. Significava que as pessoas estavam interessadas em religião. As pessoas estão ansiosas para conhecer mais acerca de Deus. Isso também me fez lembrar que Jesus está voltando. Era a primeira vez que eu ia a uma biblioteca e encontrava prateleiras vazias na seção de Religião. Voltei alguns dias depois, e não encontrei nenhum dos livros que eu havia deixado.

E quando retornei às prateleiras vazias, encontrei dois vídeos.

As prateleiras vazias permanecem em minha lembrança desde então, e têm tocado minha vida. Cada vez que penso nelas, lembro-me de que Jesus está voltando. A Bíblia diz que, nos últimos dias, as pessoas terão fome de aprender a respeito de Cristo. E, como escreveu o compositor do hino, “Breve Jesus voltará! Breve virá! Breve virá! Breve Jesus voltará!” Fico muito feliz, muito alegre, porque as prateleiras vazias continuam a anunciar que Jesus virá sem demora.

Duas perguntas importantes: Está você preparada para a volta de Jesus? Você está partilhando as boas-novas de Sua vinda com outros?

Patrícia Hines

sexta-feira, 23 de março de 2012

10 bons motivos para ler este Livro:


Sim, refiro-me a Bíblia. Indispensável para quem se diz cristão. Veja:

1 – Para saber aonde você está indo. Você não tem como prever o futuro nem como saber exatamente para onde está rumando, mas a Palavra de Deus a guiará (Salmo 119:133).

2 – Para ter sabedoria. O conhecimento da Palavra de Deus é o ponto de partida para você desenvolver sabedoria (Salmo 19:7).

3 – Para ter sucesso. Quando você vive de acordo com os ensinamentos da Bíblia, seus caminhos prosperaram e você é bem-sucedido (Josué 1:8).

4 – Para viver em pureza. A fim de desfrutar mais da presença de Deus, você precisa viver em santidade e pureza. Para isso, precisa ser purificado por meio da Palavra de Deus (Salmo 119:9).

5 – Para obedecer a Deus. Se você não entender as leis de Deus, não terá como obedecer-Lhe (Salmo 119:33-35).

6 – Para ter alegria. Sem a Palavra de Deus, é impossível viver livre da ansiedade e inquietação (Salmo 19:8).

7 – Para crescer na fé. Não é possível crescer na fé sem ler e ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10:17).

8 – Para receber libertação. Você precisa estudar a Palavra de Deus para descobrir em que áreas necessita de libertação (João 8:31-32).

9 – Para ter paz. O Senhor lhe concederá a paz que o mundo não lhe pode dar. Primeiro, porém, você precisa encontra-la na Palavra de Deus (Salmo 119:165).

10 – Para discernir entre o bem e o mal. Nos tempos de relativismo em que vivemos, precisamos ainda mais da Palavra de Deus para fazer distinção entre o certo e o errado (Salmo 119:11).

quinta-feira, 22 de março de 2012

The Hoppers - Jerusalem Lyrics

Vaticano diz que somente ‘seu’ sacerdote pode perdoar os pecados


De acordo com os porta-vozes da Igreja Católica Romana (ICR), o inferno é um destino inevitável para todos os cristãos protestantes ou evangélicos, entre outros, que não se submetam aos sacerdotes autorizados pelo o vaticano.

Nesta semana, a igreja, voltou-se a recordar de uma das mais antigas práticas e doutrinas da Igreja Católica Romana, sendo uma das lições que não perdeu terreno e ainda é tão forte como no início, que afirma que os pecados podem apenas ser apresentados por sacerdotes autorizados da ICR.

Significando que quem não passar pelo perdão concedido especialmente pelos sacerdotes consagrados pelo vaticano, não terá chance de ser salvo do inferno.

Isto foi publicado pela Agencia de noticias Zenit, com sede no Vaticano, publicado em uma reportagem realizada por José Antonio Varela, o Padre Dominiciano Hernán Jiménzez, confessor da Santa Maria Maior de Roma.

Leia abaixo um trecho da entrevista:

Varela: Existe uma confissão “diretamente a Deus”, como alguns defendem? Qual é a diferença nesta prática com o sacramento da Reconciliação?

P. Jimenez: Com Deus é uma comunicação direta através da oração e meditação interior,mas nunca a remissão dos pecados. De acordo com o mandamento do Senhor, somente os apóstolos e seus sucessores, os sacerdotes, podem fazer.

Varela: Qual é a base bíblia para o perdão dos pecados realizado por um padre diante de um penitente? Ele esta agindo no nome de Deus ou esta fazendo pelo seu próprio poder de consagração?

P. Jimenez: A base é encontrada nos Evangelhos, em João 20, 22-23. O sacerdote atua em nome de Deus e o faz por mandato da Igreja que recebe o sacerdócio. O sacerdote perdoa todos os pecados através da fórmula: “… em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

“Nesta declaração deve ser acrescentado que não o faz por conta própria, mas é apoiada por sua ordem e pelas autoridades da hierarquia do Vaticano”, acrescenta.

Na Igreja Católica Romana, o confessionário é o lugar mais produtivo para a apresentação dos“penitentes”. E tudo no contexto do recente anúncio do papa para iniciar a Nova Evangelização, recordando algumas das doutrinas básicas e práticas da Igreja Católica Romana.


Nota: Leia Hebreus 10:19-22; 4:15,16; João 14:6; Mateus 11:28; I Timóteo 2:5.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Histórias de Viagens no Tempo



Histórias de viagens no Tempo são temas recorrentes em livros, filmes e HQ's: a fim de se evitar a tragédia que se instaurou no mundo no presente, vamos voltar ao passado e arrumar aquele pequeno detalhe que desencadeou todo o problema; ou ainda, vamos dar uma olhada no futuro e, caso seja preciso, arrumar aquele pequeno detalhe no presente a fim de se evitar um desastre maior anos depois.

Por mais que eu goste de histórias fantásticas deste tipo, sei que no mundo real este tipo de solução não acontece; por mais que eu gostaria de ter feito algo melhor, ou de não ter cometido aquele erro (quem não tem pensamentos destes tipo?), não é possível voltar para aquele ponto no Espaço-Tempo para fazer novamente de forma correta ou melhor. Deus não permite este tipo de conserto, e o Senhor mesmo deu o exemplo neste sentido: a queda do ser humano para a corrupção do pecado não foi desfeita, algo que Ele, um Ser atemporal, com certeza poderia ter realizado. Ao invés disso, Deus determinou Consigo Mesmo na Eternidade enviar Seu Filho por amor a nós (Jo 3:16; 1 Pe 1:19-20), para sofrer em nosso lugar a terrível ira contra o pecado (Is 53:6; Rm 8:34; 1Pe 3:18), derrotar o poder da morte (1Co 15:55) e reunir para Si um povo Seu (1Pe 2:9). Ele quis que fosse desta forma, e foi desta forma que ocorreu: preferiu intervir através de um ato de amor, proclamado ao longo dos séculos dos séculos.

O fato é que aquilo que Deus permite fazer é atuar no presente. Ele nos permite, e convida, a reconhecê-Lo no dia de hoje como Senhor e Salvador, arrependendo-se e deixando as práticas erradas do passado para trás, e caminhando com Ele até o fim de nossas vidas em um relacionamento restaurado, de Pai e filhos, por meio de Cristo Jesus (Gl 4:5; Ef 1:5). Além disso, Deus também permite com que possamos prever acontecimentos futuros e agirmos para que alguns problemas ou situações desagradáveis sejam evitadas; isso se chama planejamento, o que é diferente de preocupação ansiosa, que é um problema (Mt 6:25; Fp 4:6). Deus também permite com que conheçamos os acontecimentos históricos, através de estudos e leitura de livros de ficção ou não-ficção, a fim de que aprendamos com os erros e acertos do passado, e desta forma corrigindo o presente. De qualquer forma, esta é a grande mensagem que percebo por trás das histórias sci-fi de viagens no Tempo: que a cada dia nos esforcemos para tomarmos as decisões corretas no momento presente, a fim de evitar um futuro desastroso, e uma memória cheia de mágoas e tristezas. 

Cristiano Silva - Nerd Protestante

terça-feira, 20 de março de 2012

5 razões para não tomar refrigerante


Mesmo que você não saiba por que, com certeza sabe que refrigerante não faz bem. Desprovido de qualquer valor nutricional, essa água açucarada engorda, leva à obesidade e diabetes, além de outros vários males que não recebem muita atenção nas discussões de saúde, mas que listamos aqui na esperança de lhe recrutar para o lado do suco natural, chá e outras bebidas mais saudáveis. Confira:


1 – ENVELHECIMENTO ACELERADO


Normal, diet, light ou zero, todos os refrigerantes de cola contêm fosfato, ou ácido fosfórico, um ácido que dá ao refri seu sabor típico e aumenta seu tempo de prateleira. Embora ele exista em muitos alimentos integrais, tais como carne, leite e nozes, ácido fosfórico em excesso pode levar a problemas cardíacos e renais, perda muscular e osteoporose, e um estudo sugere que poderia até provocar envelhecimento acelerado.


O estudo, publicado em 2010, descobriu que os níveis de fosfato encontrados em refrigerantes fizeram com que ratos de laboratório morressem cinco semanas mais cedo do que os ratos cujas dietas tinham níveis normais de fosfato. Pior ainda é a tendência preocupante dos fabricantes de refrigerantes de aumentar os níveis de ácido fosfórico em seus produtos ao longo das últimas décadas.


2 – PODE CAUSAR CÂNCER


Em 2011, a instituição sem fins lucrativos Centro de Ciência para o Interesse Público solicitou à Administração de Alimentos e Drogas americana para proibir o corante artificial caramelo usado para fazer Coca-Cola, Pepsi e outros refrigerantes marrons. O motivo: dois contaminantes na coloração, 2-metilimidazole e 4-metilimidazol, que já causaram câncer em animais. De acordo com uma lista proposta na Califórnia de 65 de produtos químicos conhecidos por causar câncer, apenas 16 microgramas por pessoa por dia de 4-metilimidazol é o suficiente para representar uma ameaça de câncer. Qualquer refrigerante (normal, diet, zero) contêm 200 microgramas por 570 ml.


3 – DENTES PODRES E PROBLEMAS NEUROLÓGICOS


Nos EUA, dentistas até deram o nome de um refrigerante (boca “Mountain Dew”) para uma condição que eles veem em um monte de crianças que o bebem demais. Elas acabam com a boca cheia de cáries causadas por níveis de açúcar em excesso.


Além disso, um ingrediente chamado óleo vegetal bromado, ou BVO, adicionado para evitar que o aroma separe-se da bebida, é um produto químico industrial usado como retardador de chamas em plásticos. Também encontrado em outros refrigerantes e bebidas esportivas baseados em citros, o produto químico tem sido conhecido por causar distúrbios de memória e perda nervosa quando consumido em grandes quantidades. Os pesquisadores também suspeitam que o produto químico se acumula na gordura do corpo, podendo causar problemas de comportamento, infertilidade e lesões nos músculos do coração ao longo do tempo.


4 – LATAS TÓXICAS


Não é apenas o refrigerante que causa problemas. Quase todas as latas de alumínio de refrigerante são revestidas com uma resina chamada bisfenol A (BPA), usada para impedir os ácidos do refrigerante de reagir com o metal. BPA é conhecida por interferir com os hormônios e tem sido associada a tudo, de infertilidade a obesidade a algumas formas de câncer. E, enquanto a Pepsi e a Coca-Cola estão atualmente envolvidas em uma batalha para ver qual empresa pode ser a primeira a desenvolver uma garrafa de plástico 100% baseada em plantas que elas estão divulgando como “sem BPA”, nenhuma empresa está disposta a retirar a substância das latas de alumínio.


5 – POLUIÇÃO DA ÁGUA


Os adoçantes artificiais utilizados em refrigerantes diet não quebram em nossos corpos, e nem o tratamento de águas residuais consegue separá-los antes que entrem nos cursos de água. Em 2009, cientistas suíços testaram amostras de água tratada, rios e lagos na Suíça e detectaram níveis de acessulfame K, sucralose e sacarina em todos, substâncias usadas em refrigerantes diet. Um teste recente em abastecimentos de água municipal nos EUA também revelou a presença de sucralose em todos os 19 estudados. Não está claro ainda o que esses níveis encontrados podem fazer com as pessoas, mas pesquisas anteriores concluíram que a sucralose em rios e lagos interfere com os hábitos de alimentação de alguns organismos. [MSN]


BÔNUS


Há indicações de que refrigerantes de cola podem prejudicar o esperma e até causar paralisia muscular. Além de potencialmente causarem tantos problemas, podem ser viciantes.


segunda-feira, 19 de março de 2012

Nova novela da Rede Globo mostrará uma ex-atriz pornô que se torna evangélica

De acordo com a coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a atriz Paula Burlamaqui está frequentando igrejas evangélicas para observar o comportamento de mulheres que se converteram e deixaram o passado.
O estudo vai servir para o papel que a atriz terá na próxima novela das Globo “Avenida Brasil” com estreia prevista para 26 de março. Paula será Soninha Catatau, uma ex-atriz de filmes adultos que vai se tornar evangélica e passar a usar o nome de Dolores.
“Vou começar a frequentar cultos na igreja e observar o comportamento das mulheres. Estou louca para começar a gravar”, disse a atriz que na semana que vem já entra no estúdio de teledramaturgia da Rede Globo.
A personagem, que promete gerar polêmica, entra na trama de João Manuel Carneiro a partir do capítulo 20 tentando esconder seu passado dos moradores da nova cidade.
“Terei um filho com Silas, personagem de Aílton Graça, e vou chegar à cidade escondendo o meu passado. Adoro personagens polêmicos. É sempre gostoso fazer. Vai ser um bafão”, adianta Paula que está ansiosa para estrear seu personagem.




Nota: Mais uma vez, uma novela da Globo vai apresentar um estereótipo de acordo com a concepção deles do que seja um evangélico. É não ver pra crer..

.

domingo, 18 de março de 2012

Veneno no copo: Coca-Cola e Pepsi podem causar CÂNCER. Marcas alteram fórmulas de refrigerantes para evitarem aviso em rótulos


E assim funciona a redução populacional... Depois de tantas décadas, somente agora verificaram algo que sem dúvidas já poderiam ter encontrado. Coca-Cola e Pepsi provocam câncer! E não é o câncer provocado pelo Aspartame (fezes de bactérias), ou pelo ciclamato de sódio das bebidas diet (Zero), mas é o provocado pelo Corante Caramelo presente nestes refrigerantes.

Agora eu penso: As bebidas fabricadas nos EUA terão suas fórmulas alteradas para não sofrerem sanções judiciais... Mas e o Brasil? Será que esta "mudança" será feita na fabricação tupiniquim?

Tenho minhas dúvidas... Pois isso não interessa às grandes corporações globalistas como a Coca-Cola e a Pepsi-Cola que apenas estão compromissadas com os seus lucros e com a agenda dos seus patrões eugenistas. 

Veja a notícia:

A Coca-Cola e a Pepsi decidiram mudar a fórmula de seus refrigerantes para evitar ter de colocar um alerta de risco de câncer no rótulo, de acordo com as leis da Califórnia, nos Estados Unidos.

A nova fórmula do corante caramelo, usado para dar a cor escura das bebidas, contém uma quantidade menor de 4-metil imidazol (4-MI), que foi relacionado ao câncer em estudos realizados com animais.

A mudança já foi introduzida na Califórnia, mas as empresas dizem que ela pode ser estendida ao resto dos Estados Unidos para tornar o processo de fabricação mais eficiente.

"Apesar de acreditarmos que não há risco à saúde pública que justifique esta mudança, pedimos a nossos fornecedores de (corante) caramelo para tomar este passo, para que nossos produtos não estejam sujeitos à obrigatoriedade de um alerta infundado cientificamente", disse à agência de notícias AP a representante da Coca-Cola Diana Garza-Ciarlante.

O 4-MI foi relacionado a casos de câncer em ratos e camundongos em um estudo, mas, segundo a Associação Americana de Bebidas, não há provas de que a substância represente uma ameaça para a saúde humana.

Refrigerantes de cola possuem Ácido Fosfórico em suas fórmulas, o que se ingerido elimina o cálcio do corpo acelerando os processos descalcificação, ácido úrico, aumentando a acidez podendo gerar osteoporose e outras doenças.

Com informações das fontes: Célio Sirqueira / Folha / Libertar

sábado, 17 de março de 2012

Bases de uma vida feliz


1 – Prioridade. Em todas as ordens da vida, convém ao Primeiro o primeiro lugar.

2 – Religião. A correta adoração dá ao ser humano uma dimensão transcendente. A adoração dá ao ser humano uma dimensão transcendente. A adoração a um Deus que está acima daquilo que é de natureza humana proporciona um saudável sentido de segurança.

3 – Respeito. Um princípio inavaliável que assinala a correta relação vertical homem-Deus, como exemplo da relação horizontal homem-homem.

4 – Equilíbrio. O equilíbrio entre o trabalho e o descanso são reconhecidos elementos básicos da saúde física, mental e espiritual. E da possibilidade de dispor geralmente do tempo que o Criador merece que a criatura dedique, como resposta agradecida por Seu amor.

5 – Lar. O amor e a obediência dos filhos é o resultado do amor, aos ensinamentos e ao exemplo dos pais, e fundamento de todo lar feliz.

6 – Limitação. No que respeita à vida, como um todo, é importante ter bem claro nossos limites.

7 – Família. Poderia alguém imaginar uma proteção mais eficaz para preservar a família que a fidelidade matrimonial?

8 – Honestidade. O princípio que ajuda a andar com a fronte erguida e a dormir com a consciência tranquila.

9 – Veracidade. O que exigimos dos demais é também o mínimo que podemos fazer com eles.

10 – Contentamento. “Se de noite choras pelo Sol, não verás as estrelas”, escreveu Tagore. Alegremo-nos com o Sol e demos graças pela escuridão.

As dicas acima, de Esther Fayard, nos remetem naturalmente aos dez princípios originais de viver bem e feliz, conforme escritos em Êxodo 20:3-17. Dê uma espiadinha lá comparando com as dicas acima.

Deixo as palavras de Jesus: “Lembrem-se disto: Enquanto o céu e a Terra durarem, nada será tirado da Lei – nem a menor letra, nem qualquer acento” (Mateus 5:18 BLH).

Fonte:Amilton Menezes

Coca-cola causa câncer.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Dez razões por que creio em Deus



No princípio… Deus” (Gênesis 1:1). Esse é o fundamento de meu ser, minha esperança e meu destino. Sem este firme fundamento de crença em Deus, a vida é vazia. Alguns acham difícil crer num Deus vivo e pessoal. Alguns acham estranho relacionar-se com Deus num nível profundo e significativo. Não eu. Para mim Deus é real, tão real como se poderia esperar — para guiar, corrigir e orientar na jornada da vida. Ao refletir sobre minha fé em Deus, posso pensar pelo menos em 10 razões para essa convicção.


1. Creio em Deus por causa da grande beleza que a maior parte da natureza ainda exibe. A beleza da natureza é desnecessária sob o ponto de vista evolucionista. A natureza fala de desígnio com um pendor para a beleza.


2. Creio em Deus por causa da ordem, complexidade e complementaridade da natureza. A maior parte das coisas na natureza opera num conjunto harmonioso e parece feita uma para a outra, como as peças de um gigantesco quebra-cabeça. Isso revela desígnio, e não ocorrência casual.


3. Creio em Deus por causa das numerosas maneiras pelas quais a ecologia, o ambiente, a posição e os movimentos de nosso planeta satisfazem as necessidades da vida na terra, dentro de limites estreitos. Isso, de novo, é muito mais provavelmente o resultado de desígnio e não de casualidade.


4. Creio em Deus por causa de pessoas como Albert Schweitzer, Madre Teresa e milhões de outros seres humanos dispostos a sacrificar-se. Vidas e impulsos altruísticos contradizem a “sobrevivência do mais forte” no cenário de unhas e dentes proposto pelos evolucionistas. O sacrifício próprio testifica da existência de uma Presença boa e amorosa no mundo e no universo, uma Presença que influencia muitos a serem amorosos e generosos, independentemente de seus próprios interesses. Não há vantagem evolucionária em agir assim.


5. Creio em Deus por causa dos bons traços de caráter que muitas pessoas ainda possuem, apesar de fortes influências negativas. Estou-me referindo a qualidades, tais como honestidade, generosidade, perdão, tolerância, equilíbrio, paciência, determinação, amor por aqueles que não são amoráveis, e assim por diante. Admiramos todas essas qualidades porque são, com efeito, qualidades divinas, exemplificadas por Deus. A maior parte delas é contrária ao princípio evolucionista, segundo o qual cão devora cão. Muitos incrédulos, naturalmente, têm caracteres excelentes; mas não é isso uma manifestação não reconhecida da influência de Deus no mundo?


6. Creio em Deus porque muitas pessoas, inclusive eu, têm experimentado casos de proteção providencial contra perigos e têm tido a satisfação de ver suas vidas superarem todos os obstáculos, incluindo circunstâncias extremamente adversas. Deus, que criou as leis da natureza, não é escravo delas; Ele certamente pode abrir exceções. Denominamo-las “milagres”.


Creio que Deus está pronto para proteger, guiar e abençoar aqueles que nEle crêem e que estão dispostos a obedecer-Lhe. Naturalmente, há pessoas que se consideram demasiado sofisticadas e independentes para se submeterem a um Ser Supremo, e podem não aceitar o argumento. Mas ele não deixa de ser verdadeiro.


7. Creio em Deus porque dezenas de pesquisas científicas cuidadosas têm mostrado que os crentes devotos desfrutam numerosas vantagens sobre crentes nominais e sobre incrédulos. Os cristãos devotos são mais felizes, sadios, geralmente mais prósperos, vivem mais e evitam um número maior de patologias sociais do que os crentes nominais ou os incrédulos. Não creio em Deus para colher esses benefícios. Com ou sem esses benefícios, posso afirmar o efeito positivo da crença em Deus sobre minha vida, meus pensamentos e minhas ações.


8. Creio em Deus porque os efeitos destrutivos da impiedade sobre indivíduos e sociedades inteiras são tristemente evidentes. Esses efeitos incluem falta de propósito, decadência moral, crime, dependência de drogas e uma deterioração da sociedade em geral.


9. Creio em Deus porque a alternativa não leva ao que é bom e prazenteiro na vida humana. A razão independente não é confiável, e não se pode depender das mentes humanas mais brilhantes para produzir sistemas filosóficos construtivos. Platão, por exemplo, queria substituir a família pelo Estado! Entre os pensadores “iluminados”, filósofos recentes tais como Nietzsche propuseram um “super-homem” destituído de moralidade. O resultado foi o “desejo de poder” que se manifestou nos horrores do nazismo. Sartre e Heidegger promoveram o existencialismo, cuja posição ateísta só leva ao desespero e ausência de significado. Tudo isso mostra que o pensamento humano não orientado não merece confiança. Tem por vezes produzido as distorções mais devastadoras e os males mais terríveis — mesmo vindo de filósofos de grande reputação.


10. Creio em Deus Criador porque a teoria alternativa das origens — a evolução — está cheia de anomalias lógicas e lacunas de dados. Considere o seguinte:


• Embora haja evidências de micro-evolução na natureza (mudanças que envolvem adaptação ao ambiente dentro da mesma espécie de organismos), não há evidência de que que os organismos, deixados sós, se tornam mais complexos e sofisticados. O oposto é que parece ser o caso. Até mesmo as mutações revertem a suas formas anteriores.


• Não há evidência de que organismos de uma espécie possam tornar-se organismos de outra espécie — quer gradual, quer subitamente. Nenhum fóssil intermediário verdadeiro foi encontrado. Se a teoria da evolução fosse verdadeira, milhares de fósseis intermediários já teriam sido desenterrados. Ao contrário, o registro dos fósseis mostra espécies distintas com nenhum ou poucos assim-denominados intermediários.


• Quanto ao “equilíbrio pontuado”, a hipótese de que mudanças rápidas ocorreram em lugares isolados e depois se espalharam não foi comprovada por nenhuma evidência, já que não se encontraram esses lugares. Soa mais como uma explicação fantasiosa por falta de evidência, do que alguma aplicação do método científico.




• As extremas complexidades da célula, do cérebro humano, do DNA e mesmo do aminoácido mais simples, não poderiam ter surgido por acaso, mesmo em eras infindáveis. Esse “milagre do acaso” é pensamento positivo por parte daqueles que rejeitam a idéia de um desígnio inteligente. A probabilidade estatística de que tal coisa aconteça é tão pequena que se torna impossível para qualquer propósito prático. Mesmo com todo o tempo no universo, um vento forte soprando sobre um monte de sucata não poderia produzir um Boeing 747. Nem pode um cérebro humano ou o código genético simplesmente “aparecer” como resultado de forças naturais aleatórias.


Resumindo estes breves comentários sobre a teoria da evolução, parece natural que pessoas que não fecham a mente à existência de Deus achariam mais lógico crer num Planejador Inteligente do que numa teoria defeituosa. A crença em Deus não é um recurso de mentes ociosas. Depois de examinar as provas a favor e contrárias, é mais lógico ver uma Mente Inteligente operando no universo do que aceitar o castelo de cartas da evolução.


As dez razões acima parecem mais do que suficientes para nos levarem a aceitar a idéia de Desígnio Inteligente — e de um Planejador Inteligente e cheio de amor, isto é, Deus. Embora eu não possa provar que Deus existe, do exposto acima concluo que Ele precisa existir e, portanto, não devo resistir — ao Seu amor, direção e planos para minha vida.


Hector Hammerly (Ph.D., Ohio State University) leciona Lingüística Aplicada na Simon Fraser University, Colúmbia Britânica, Canadá.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Se somos salvos pela graça, por que então temos que guardar os mandamentos de Deus?



Dois terríveis enganos têm obscurecido o ensino da Palavra de Deus. O primeiro deles é de que o homem pode salvar-se pelo seu próprio esforço em obedecer aos mandamentos da lei de Deus. Aquele que isso faz está tentando o impossível. Por si só jamais o homem alcançará justiça, bondade e perfeição. Aliás aquele que tenta salvar-se pela obediência à lei está rejeitando e desprezando aquilo que Cristo fez por Ele: Salvação!
Outro engano, não menos perigoso é achar que a salvação encontrada em Cristo nos liberta de qualquer compromisso com a lei de Deus. É verdade que alguns ainda tentam salvação com um pouco de Cristo e um pouco de obras – isso também é perigoso engano. Muito pelo contrário, a verdadeira obediência é uma resposta de amor e compromisso para com Cristo Jesus. Ela nunca traz méritos ou vantagens para aquele que a pratica. É apenas uma resposta de amor! Gostaria que você lesse com calma alguns textos bíblicos: João 14:15; João 15 (videira-ramos-fruto) Romanos 3:31; Gálatas 5:16-25; Tito 2:11-15.
As obras, não são um meio para alcançar a salvação (Efésios 2:9), e sim fruto da fé, pois o fruto do Espírito é entre outras coisas amor (Gálatas 5:22). A lei se resume no amor (Gálatas 5:14, Mateus 22:36-40), e é o reflexo do caráter de Deus, pois Deus é amor (I João 4:8). Sendo assim ao obedecermos aos quatro primeiros mandamentos nós demonstramos amor à Deus, e ao obedecermos aos seis últimos demonstramos amor ao próximo.
Vale ressaltar que:
A obediência a lei demonstra amor a Deus (João 14:15); A fé não nos dispensa de guardar os mandamentos (obras), pois a fé sem obras é morta (Romanos 3: 31; Tiago 2:17); Temos a vida eterna através do conhecimento de Deus (João 17:3), ou seja, a prova de que conhecemos a Deus é a obediência aos Seus mandamentos (I João 2:3-5);
Resumindo: quem salva é Cristo; nossa obediência à lei é apenas uma resposta de amor; guardar a lei nem sempre significa que estamos buscando salvação por obras; A salvação não depende das obras de obediência à lei de Deus (Romanos 3:28). Entendemos, portanto que sendo a salvação inteiramente pela graça, as obras são uma conseqüência natural de aceitarmos a graça de Deus em nossa vida, um resultado do novo nascimento.

terça-feira, 13 de março de 2012

De que é feita a salsicha?


Uma das perguntas mais enigmáticas sobre o que o ser humano consome: do que é feita a salsicha? No vídeo abaixo você vai acompanhar todo o processo que faz deste um dos “alimentos” mais controversos de todos os tempos. Depois de saber como é feita a salsicha, talvez nunca mais você olhe para o cachorro-quente com os mesmos olhos


Leia as embalagens das salsichas no supermercado!


Vamos analisar, por exemplo, os ingredientes da Salsicha Hotdog 500g, da Perdigão. (você pode verificar no site da empresa.)


Carne mecanicamente separada de aves, Carne suína, Água, Carne bovina, Proteína de soja, Sal, Amido, Pimenta, Alho, Regulador de acidez: lactato de sódio (INS325), Aromatizantes: aromas naturais (com pimenta, coentro, noz moscada e antiumectante: dióxido de sílicio (INS551i)) e aroma de fumaça, Estabilizantes: triopolifosfato de sódio (INS451i) e pirofosfato de sódio (INS450i), Conservador: nitrito de sódio (INS250), Realçador de sabor: glutamato monossódico (INS621), Antioxidante: isoascorbato de sódio (INS316), Corantes: ácido carmínico (INS120) e urucum (INS160b). NÃO CONTÉM GLÚTEN.

O último ingrediente destacado, o INS120 (ou corante carmin de cochonilha, ou ácido carmínico) é obtido a patir da trituração de pequenos besouros de origem mexicana. O “caldo” que sobra é um vermelho forte usado por algumas empresas em iogurtes, bolachas, sorvetes e outros alimentos para realçar a cor. Fique ligado!

Há alternativas

Procure salsichas vegetais, veganas. São muito mais limpas e saudáveis. Você pode continuar com o seu cachorro-quente sem comer esse lixo que é a salsicha tradicional. 

Fonte :A Bíblia e a Ciência

segunda-feira, 12 de março de 2012

O que aconteceu com as pessoas que ressuscitaram quando Jesus ressuscitou?


Cristo mesmo havia declarado ser Ele ‘a ressurreição e a vida’ (João 11:25; 10:17 e 18) e ter poder para conceder a ‘vida eterna’ a todos quantos nEle cressem (João 3:14-16; 5:24-29; 17:2). O poder de Cristo sobre a morte evidenciou-se não apenas em Sua própria ressurreição, como ‘as primícias dos que dormem’ mas também na ressurreição de um grupo de ‘santos’ que ressuscitou com Ele (I Coríntios 15:20 e 23).

Os líderes judeus haviam subornado os guardas para negarem a ressurreição de Jesus (Mat. 28:11-15). A Bíblia menciona, porém, que esses santos ressuscitados entraram ‘em Jerusalém e apareceram a muitos’ como testemunhas autênticas da ressurreição de Cristo e do Seu poder sobre a morte (Mateus 27:53 e Apocalipse 1:18).

O texto bíblico não entra em detalhes a respeito do futuro daqueles que ressuscitaram com Jesus. Mas, se considerados como os ‘primeiros frutos’ da grande messe de salvos que ressuscitarão incorruptíveis por ocasião da segunda vinda de Cristo então eles só podem ter sido ressuscitados também incorruptíveis para receber o galardão da vida eterna. (Êxodo 23:16: 34:22 e 26; Levítico 23:9-14 e I Coríntios 15:51-55).

Comentaristas bíblicos declaram sobre esse assunto de Mateus 27:53 que ‘esta foi uma ressurreição uma vez por todas, para a vida eterna; e, desta forma, não existe lugar para dúvidas de que eles foram para a glória com o seu Senhor, como esplêndidos troféus da Sua vitória sobre a morte’. (Comentary on the Whole Bible, Grand Rapids, MI: Zondervan, 1961, pág. 948).